AulaaExpCCpratica009 - eletronica24h

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Educacional > Cursos > Pratica em Eletricidade CC
Aula08         Indice de Aulas        Aula10    
Experiência 09:   O Divisor  de tensão

Objetivos
  • Mostrar como calcular e medir as  tensões em um divisor com carga e sem carga;
  • Mostrar como calcular e medir as tensões em um  divisor de tensão ajustável.

Material Usado
1 Multímetro digital
1 Matriz de pontos
1 Bateria de 9 V e terminais
1 Potenciômetro de 1 k
Resistores: 1 k,2k2,3k3,10K,100 k

 Introdução Teórica
Como já visto em  aulas anteriores, um divisor de tensão é um circuito serie, a Figura1 mostra um  divisor de tensão constituído por duas resistências R1 e R2 com saída obtida em  R2.

Figura 1 - Divisor de tensão sem carga

Se a tensão de  entrada é a tensão da bateria, E, e a tensão de  saída é obtida em uma das  resistências, por exemplo R2, e o seu valor será dado por:

Caso  na saída do divisor seja ligada uma carga RL,   Figura 2, o  efeito de carga exercido por essa resistência diminuirá  a tensão. A expressão da tensão de saída do divisor com carga será:
Se no lugar de  R2   for introduzido um potenciômetro como na Figura 3,  o divisor de tensão  será ajustável,  a saída variará entre dois limites.
     
                    ( a )                                                                     ( b )
Figura 3 - Divisor de tensão ajustavel ( a ) limite máximo menor que 9 V  ( b ) limite maximo igual a 9 V

No caso do circuito da Figura 3a a tensão indicada pelo voltímetro  variará de 0 a 4,5V e no caso da Figura 3b de 0 a 9 V.

Procedimento Experimental
1.   Para o  circuito da Figura 4a  calcule a tensão na carga (R2) anotando o valor  na tabela 1. Confirme o calculo usando o Calculador do Divisor de Tensão
        
                      ( a )                                                                                    ( b )
Figura 4 - Divisor de tensão sem carga ( a ) esquematico ( b ) layout na M.P - Dispositivos fora de escala


2. Monte o circuito da Figura 4a, na M.P,  de acordo com o layout sugerido da Figura 4b.  Meça a tensão na saída (R2) e anote na tabela 1.
Tabela 1 -  Divisor de tensão sem carga – Tensão na saída (R2)
Valor Calculado (V)
Valor Medido (V)


3.   Para o circuito da Figura 5a  calcule a tensão na carga (RL) Para os  dois valores de carga da tabela 2. Anote  os valores na tabela 2.

                         ( a )                                                                                                          ( b )
Figura 5 -  Divisor de tensão com carga ( a )
esquematico ( b ) layout na M.P

Tabela 2 -  Divisor de tensão com carga – Tensão na carga
Valor Calculado (V)Valor Medido (V)
RL=3k3
RL= 100 kRL=3k3
RL= 100 k



4.      Monte o circuito da Figura 5a na MP de acordo com o layout sugerido da  Figura 5b. Meça a tensão na carga  (RL) primeiramente considerando  RL=3k3 e  depois para RL=100 k.
5  Para o circuito da Figura 6a calcule a máxima e a mínima  tensão que o  instrumento pode medir. Anote na tabela 3.
         
                  ( a )                                                                                                  ( b )
Figura  6 -
Divisor de tensão ajustavel ( a ) esquematico  ( b ) layout na M.P
Tabela 3 -  Divisor de tensão ajustável
Valores CalculadosValores Medidos
Umin  (V)
UMáx(V)
Umin(V)
UMáx(V)



6. Monte o circuito da figura 6a na MP  de acordo com o layout sugerido da Figura 6b. Meça a tensão  entre o cursor do potenciômetro e o terra (pólo  negativo da bateria) para eixo todo horário e todo anti horário. Anote os  valores medidos na tabela 3.
7.  Para o circuito da figura 7a calcule a máxima e a mínima  tensão que o  instrumento pode ler. Anote na tabela 4.
            
                ( a )                                                                                                                    ( b )
Figura 7 -   Divisor de tensão ajustavelc  ( a ) esquematico ( b ) layout na M.P

Tabela 4 -  Divisor de tensão ajustável   com limite superior de tensão
Valores CalculadosValores Medidos
Umin  (V)
UMáx(V)
Umin(V)
UMáx(V)



8. Escreva as suas conclusões

Aula08         Indice de Aulas         Aula10   
Bibliografia: Analise de Circuitos em Corrente  Contínua - Rômulo Oliveira Albuquerque Editora Erica
 
Copyright 2015. All rights reserved.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal